Total de visualizações de página

terça-feira, 12 de julho de 2011

NADA MUDAR...


Quisera eu mudar o destino
Para nada mudar,
Em certos momentos,
Eternamente dormitar...

A realidade traz a crueza da vida
Igual ao vento que carrega a poeira,
E sopra o chão.
Assim o tempo varre a esperança
E traz solidão...

Anos passados,
Encontros vividos e perdidos
Desejos sufocados,
De prantos regados!
Erros, acertos, fugas,
E silêncios...

Apenas retalhos
De vidas rasgadas,
Juntadas nos desejos,
Das memórias tecidas.

Marly Bastos

18 comentários:

  1. Marly, seria este “Nada Mudar...” um oculto desejo de recomeço, um destes que às vezes nos acomete feito um raio do céu?
    Marly, você não tem noção do que eu sinto quando leio você dizer que exponho os detalhes na medida certa. Sabe, esse seu olhar, eu sei que também é por generosidade, a gente troca comentários e nos damos bem, mas ele é tão incisivo. Sinto força quando leio sua crítica sutil. Sei que quando é pra dizer algo você diz. E pode deixar que a Sarah será a noiva gótica mais linda que alguém possa imaginar neste mundo perecível. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Ola querida amiga
    Estou na final da ostra poesia, me desculpe por mais uma vez vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
    Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
    No final paginas das poesias esta escrito
    VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
    Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
    Desde já lhe agradeço de coração.
    Tudo do melhor para você.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  3. "Desejos sufocados,
    De prantos regados!
    Erros, acertos, fugas,
    E silêncios..."

    Lindo!! Encontro-me nos seus versos, Marly
    Beijinhos!!!1

    ResponderExcluir
  4. nosso destino nos diz que somos o resultado do que pensamos...pensamentos de esperança nos diz que melhoramos nossa vida nesse mundo...
    Bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Um sono tranquilo... quando ninguém acorda nem move um dedinho do pé... É como uma paz igualitária na humanidade.

    Bom sono!
    Beijos, Marly!

    ResponderExcluir
  6. Somos todos pedaços reunidos. Alguns, tão bem colados que só mostram beleza, pois deixaram as cicatrizes no passado.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oi querida amiga Marly. Visitando blogs descobri o teu. Como não reservar alguns minutinhos do meu dia para vir aqui outras vezes dar uma espiadinha. Sempre o AMOR, o AMOR falando mais alto até mesmo nos momentos mais doloridos de nossas vidas. Nossos pensamentos teimam em reviver momentos rasgados. Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  8. E a vida é exactamente isso...
    Capítulos atrás de capítulos... uns com ligação, outros sem ela!
    Mas todos todos nossos!

    ResponderExcluir
  9. Oi,Marly. Digo uma frase minha a você. 'Mudar sem perder a essência, é tão raro quanto belo'. Obrigado pelo comentário "fofo" no meu blog. Beijocas fofas pra você também. Beijos. beijos...beijos.

    ResponderExcluir
  10. Lindo poema Marly!:)

    Não podemos voltar no tempo, ou nada mudar, se até nós somos mutáveis. Mas podemos um recomeçar.

    Beijos kerida, muito bom te ler!

    ResponderExcluir
  11. Em tudo que se foi construido, se fez a vida,,,se montou sentimentos, desejos, sonhos,,,e por fim,,,chegou a hora de realiza los...grande beijo de bom dia pra ti querida..

    ResponderExcluir
  12. Minha Marly de olhos profundos, às vezes eu mudaria tudo, às vezes me arrependo de ter mudado ... é difícil conjugar a palavra mudança.
    Beijos, beijos e beijos...sem mudar

    ResponderExcluir
  13. Amore,
    Antes de mais nada, adorei a sua presença, sempre marcante, lá no Arte em Cerâmica, dessa muito querida Ma.Depois veja meu comentátio lá sobre você, lindona!
    "Apenas retalhos
    De vidas rasgadas,
    Juntadas nos desejos,
    Das memórias tecidas."
    Me sinto às vezes, desse jeito. Mas temos que achar um jeito de sempre costurarmos esses retalhos para esperarmos inteiras o que vem por aí.
    Bjkas minha linda, te gosto pra caramba, Marlyzinha!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia.Gostei muito do poema.Amei os versos, é como se eu estivesse lá,vivendo essa situação.
    Obrigada pelo seu carinhoso comentário.
    Tenha um excelente dia de muita paz!Que bom que te encontrei.
    Um beijo.Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  15. Olá Marly...
    Que poesia, hein?!
    Vc tem uma capacidade de surpreender íncrível!... Parece uma camaleoa :)

    Adoreiii... Só para variar!rsrsrs..

    Bjs em teu coração,

    Tânia

    ResponderExcluir
  16. Olá Marly,
    Já sarou do resfriado?
    Amei os versos.
    Gostaríamos de materializar determinados momentos, mas sabemos que nada é imutável. A roda da vida não nos dá esta "canja".
    Beijokas, querida.

    ResponderExcluir
  17. Você escreveu, você sabe porque o fez. Quem sabe de seu coração é vc. Mas é tão intenso que toca o meu.

    Abraço

    ResponderExcluir
  18. Amiga, eu penso que se tal momento nao "eternizou" é porque só foi bom no momento que estava sendo vivido.
    Beijinhos, doce Marlyzinha!

    ResponderExcluir

Se leu-me até aqui, deixe uma palavreseadinha aqui [blogueiros adoram comentários rsrs]