Total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

NOSTALGIA


Nostalgia, ah nostalgia!
Vejo em ti uma transparente fatalidade...
Suplício Tântalo, tocando o inatingível com os dedos frios da solidão .
Enquanto isso, o tempo vai passando pela ampulheta da vida,
transformando em intempéries os prazeres e dores,
que debulham no vão dos sentimentos
Ora extrapolados, ora tão calados.

Nostalgia, força arbitral!
Que faz brotar da saudade a lágrima
E do desejo, um gemido mudo.
Que centrifuga sentimentos,
Extraindo imos labirínticos e ocultos
Fazendo a força motriz se achar no efeito
 E se perder na atração.

Nostalgia... Sentimento vazado,
 Num sol que arde ou numa lua que encanta
E que em horas longas,
Cantam o existir ríspido de saudades insólitas
Ou de detalhes tão detalhes,
Que nem parecem provocar esse arpejo dentro da gente...
A nostalgia às vezes, parece com um adeus que nunca partiu.


Marly Bastos

11 comentários:

  1. Linda poesia onde mostras perfeitamente o que é a nostalgia! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, Marly
    que lindo e...nostálgico
    também, entendo assim, que a nostalgia parece um adeus que nunca partiu....a nostalgia, aquela melancolia desencadeada pela sensação de que algo está faltando, que surge a partir da sensação de não poder mais reviver certos momentos , da vida.
    Até acredito,que ao contrário da saudades, que cessa ou diminui ao reencontrar a pessoa/causa, a nostalgia tende a aumentar ao "entrar em contato" com a causa/pessoa e...por isso, penso que podemos fazer da nostalgia a nossa aliada, pois promove uma visão positiva do passado e ajuda a pessoa a manter a noção de continuidade e sentido na vida.
    Obrigado pelo carinho, belo final de semana,beijos!

    ResponderExcluir
  3. "um adeus que nunca partiu"

    Touché!

    O que nos toca profundamente nem o tempo consegue apagar, a nostalgia é o caminho rumo ao reencontro dentro de nós.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá prezada Marly, e que tudo esteja bem contigo!

    É isso poetisa, a nostalgia por vezes é um agradável e contagiante sentimento em alguns momentos, deveras agradáveis!
    E eu cá estou, agradecido e contente com mais esta tua recente visita e gentil comentário que por lá deixou, obrigado pela amizade e pelas visitas, e por compartilhar sempre tão belos escritos de pensamentos intensos, e assim desejo que você tenha sempre em t eu viver a felicidade deveras intensa e feliz, um grande abraço e, até mais!

    ResponderExcluir
  5. Lindo vivemos de lembranças...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  6. Olá, amiga. Lindo!! Esse expressar profundo que tão presentes mantem as lembranças .Obrigada pelo carinho! Bjos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, Marly. Perfeita do início ao fim você foi. A nostalgia é um aperto que dá em nosso peito que tão bem traduzido foi por você, principalmente na última estrofe, que preciso destacar:

    "A nostalgia às vezes, parece com um adeus que nunca partiu".

    Essa definição foi exatamente um encaixe perfeito dela mesma com a sua vítima!
    Esse adeus parece que sempre está fazendo eco em nosso peito, não tem fim.
    Adorei a sua inspiração.
    Parabéns!
    Tudo de bom!
    Beijos na alma e excelente semana de paz!


    ResponderExcluir
  8. Quanta inspiração, querida. Gostei.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Queridos amigos, aos poucos estou voltando e matando a saudade de todos os blogs que gosto.
    Feliz por estar aqui...
    Adorei a postagem...

    Beijos

    Ani

    ResponderExcluir
  10. Marly, a nostalgia chega sorrateiramente. Algumas vezes nem sabemos qual foi o seu fato gerador. Ela não é saudade, mas pode vir em sua companhia. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  11. Olá Marly, que encanto seu versejar, definição perfeita do que é a nostalgia essa draga que tritura o coração da gente...
    perfeição de versos:
    "Nostalgia, força arbitral!
    Que faz brotar da saudade a lágrima
    E do desejo, um gemido mudo.
    Que centrifuga sentimentos,
    Extraindo imos labirínticos e ocultos
    Fazendo a força motriz se achar no efeito
    E se perder na atração."
    Que seja breve seu retorno.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Se leu-me até aqui, deixe uma palavreseadinha aqui [blogueiros adoram comentários rsrs]