Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de julho de 2013

Nem tanto sonho, nem tanta realidade!



Eustáquio era daqueles cavalheiros, de uma gentileza impar e de um romantismo digno de um príncipe de contos de fadas. Débora era uma mulher linda, descolada e super comunicativa. Talvez até demais, pois falava quase tudo que lhe vinha à cabeça. Enfim, formavam um casal lindíssimo.
Ele proporcionou para ambos uma semana inesquecível em um litoral parasidíaco, para se conhecerem melhor e terem mais intimidade, pois a intenção dele era o casamento, mas para isso precisava de um pouco mais de convivência íntima.
Assim foram para a tão sonhada lua de mel antecedida. Tudo maravilhoso, tudo lindo, momentos incríveis de prazer, de intimidade, de romantismo e cumplicidades. O grande problema era nas horas de íntimas necessidades fisiológicas.
Quando Eustáquio via a amada rumar para o banheiro, ele sutilmente ligava o som a uma altura razoável para não ouvir nenhum barulho além da música. E quando ele ia fazer xixi, sentava no sanitário para não fazer barulho de cachoeira, mas fazer o “n°2” era um problema, pois se trancava com medo do menor barulho que pudesse fazer... Ele chegava ao cúmulo de sair para o bar do hotel e quando já estava lá, dava uma desculpa para Débora e voltava correndo pra suíte fazer suas necessidades que a muito vinha segurando a vontade.
Sentado no trono, passando o famoso “fax” ele pensava que valia à pena essa “operação especial”, pois onde já se viu antes de casar, a mulher saber que ele estaria dentro do banheiro sentado no sanitário, se espremendo e todo vermelho! Nem pensar, isso estava fora de qualquer pensamento romântico que ele cultivava.
A semana transcorreu maravilhosamente romântica e dentro do esperado por ele. Ela uma dama linda e cheia de graça, uma fina flor que merecia o título de princesa. Fizeram as malas com certa saudade, mas ele já estava convicto de que queria aquela mulher para esposa.
Já dentro do avião voltando para a realidade da vida, mas ainda com o corpo e os pés literalmente nas nuvens, Débora toda preocupada com seu amado diz:
-Amor fiquei muito preocupada esses dias com você... Por acaso tens algum problema sério no intestino? Pergunto isso porque em uma semana, não te vi ir ao banheiro nem uma vez fazer coco.
Eustáquio vermelho de vergonha e totalmente desconcertado, disse que não havia problema nenhum com a saúde dele e caiu num silêncio profundo. Decidiu que não queria mais casar com uma mulher que lhe invadia a privacidade assim. Já não a via mais como princesa, mas apenas uma mulher que tinha necessidades físicas e não escondia isso.
Não foi dessa vez que Eustáquio consumou seu desejo de casar com uma princesa de contos de fadas, pois a seu ver, Débora invadiu sua privacidade, e para ele, falar dessas coisas (micção e defecação) era inadmissível entre um homem e uma mulher. E quanto à Débora, só queria mesmo um homem que fosse saudável e mais humano, capaz de evacuar todos os dias e se soltasse um flato (ventosidade anal que pode ser ruidosa) perto dela, teria a certeza de que ele tinha um intestino “beleza”.
Para o “príncipe", faltou um pouco de bom senso, pois certas coisas fazem parte da natureza nada nobre do homem, e faltou sutileza por parte da "princesa"... Nem tanto sonho, nem tanta realidade seria o ideal!

Marly Bastos





18 comentários:

  1. OI MARLY,

    espero êxitos continuados seus , como sempre aconteceu, por aqui e torço MESMO!!!

    MARLY, sinceramente esta não é ,nem deve a ser a preocupação essencial entre um casal.

    Lógico que, algumas intimidades de privada,podem sim, ser mais cuidadas e com uma maior preocupação de blindar, na medida do possível, um escancaramento absoluto destas chamadas , necessidades fisiológicas.

    Mas, o que, acaba com o romantismo em geral são as atitudes agressivas, odiosas, desrespeitosas,preconceituosas,invejosas,
    ciumentas, as traições veladas ou explicitas, enfim...

    Um xixizinho...olha MARLY,não tem nada a ver com a integridade de um amor que, se fez com a certeza de que,somos humanos e,portanto animais, e como eu disse, se puderemos ser light, nestas horas, é bom, mas a realidade, também não separa ninguém.

    Não é por aí!!!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  2. Que bom que me enviou seu endereço novo e faça isso com todos os antigos seguidores... Pois dá erro mesmo. Dá como blog inexistente. Um beijinho e agora já por aqui também!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marly!

    Será que existem situações, iguais ou semelhantes, à que você descreveu, atualmente?

    As pessoas não são deuses/as e até esses, segundo nos conta a mitologia não eram, totalmente perfeitos.

    Há cada aberração!

    Feliz dia.

    Beijos da Luz.

    PS: olha, Marly, deixa apenas te informar de que quando deixamos comentário, temos de fazer "VERIFICAÇÃO DE PALAVRA". É natural, porque seu blog é novo e que não te tenhas apercebido disso.

    ResponderExcluir
  4. eu ri com a narrativa. foi gostoso de ler.
    [foram felizes até a M.... os separe...rs]

    beijo

    ResponderExcluir
  5. Tentar esconder a verdade dá sempre mau resultado... principalmente quando ela assenta em bases naturais e humanas...
    Começaste o teu novo blogue com uma excelente história ou conto.
    Marly, querida amiga, fica bem e tem um bom resto de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. rsrsrs...
    Que cara mais 'careta'! Isto não tem nada a ver com uma natureza romântica e sensível. Para este 'príncipe' faltará 'princesa'-rsrs.
    É como você finaliza: "Nem tanto sonho, nem tanta realidade seria o ideal".

    Que chateação esta do blogger, hein? Ainda bem que está sendo resolvida e logo os amigos estarão todos por aqui novamente.

    Beijão, queridona.

    ResponderExcluir
  7. Eta assunto delicado, hein, Marly, isto é...bem...não sei...depende da sensibilidade de cada um...quero dizer...Ah! quem mandou o casalzinho ser humano não é? rs. Beijão e sucesso com o novo blog!!!

    ResponderExcluir
  8. Olá!Boa noite
    Marly
    sim...é verdade, tudo é tudo maravilhoso porém, não é um sonho ou “conto de fadas”. Muitos conflitos acontecem por imaginarem tal como aparece em filmes, que não mostram o cotidiano do casal. Na vida real há duas pessoas distintas, com costumes diversos, e no dia a dia permanece o acordar, trabalhar, dormir,passar "fax" e "telegramas"...
    Quando os dois não estão preparados para essa nova realidade , o sonho idealizado de ambos é desmoronado. Porém, vale a pena investir para que dure até que a morte os separe ou até que Jesus volte.Desde que cada um renuncie e ceda um pouco em suas idealizações.
    ...puxa vida, que chatuuu, essa do blog ,hein? E eu que não consigo fazer login no seu mosaico.Volto depois.
    Obrigado
    Bela quinta feira
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Llego hasta tu sitio por un comentario tuyo en otro blog, precioso lugar, si me permites me quedo para seguirte!
    http://perfumederosas-cristina.blogspot.com/


    (¯`'•.¸(♥)¸.•'´¯) Abrazos desde Uruguay! (¯`'•.¸(♥)¸.•'´¯)

    ResponderExcluir
  10. Oi, Marly!

    Puxa, o que será que aconteceu para que você não conseguisse acessar o teu Blog? Fiquei triste por ti... Que coisa chata ter acontecido isso!

    Força! Não seja por isso, sempre é tempo de recomeçar!

    Beijinho,

    Nel

    ResponderExcluir
  11. Amiga aqui estou. E de cara já com uma crônica perfeita - um conto de fadas atual, afinal as princesas mudam rsrsrs...
    Um xero negona e um feliz recomeço!!!

    ResponderExcluir
  12. Que chato perder um Blog, nem imagino o que sentirei se isso acontecer com o meu.
    Mas estamos aqui neste novo espaço seu e adorei, tudo de lindo sempre para você querida Marly.

    ResponderExcluir
  13. Oi Marly!

    Gostei, e pra ser sincera sorri bastante, esse cara deve se achar o máximo.
    Queria o ver passar por essa situação incômoda em lugares públicos, ou em ambiente de trabalho rs. Difícil esconder essas necessidades do ser humano, que por vezes não dá pra segurar.
    Começou maravilhosamente com esse texto. Chato isso, não conseguir acessar seu blog. O blogger sempre aprontando. Semana passada uma blogueira amiga não conseguiu entrar nas configurações do blog e acabou abrindo outro blog. Depois conseguiu recuperar o blog.
    Deixo um beijo e desejo de uma ótima quinta.

    ResponderExcluir
  14. Olá!Bom dia
    Marly
    obrigado pelo "novo" rostinho no meu mosaico...
    Bela quinta feira
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Marly, de que adianta se esconder, não é???? As necessidades físicas tem que ser satisfeitas, por plebeus e reis (hehehehehe). E muitos sonhos costumam ser desfeitos por fata de comunicação adequada.
    Quando vi seu aviso sobre o blog pensei logo no transtorno que isso traz. Perde-se muito. Quem sabe você o recupera??? Mas já me instalei nesse aqui. Bjs.

    ResponderExcluir
  16. seu pedido é uma ordem......estou seguindo. kkk

    ResponderExcluir
  17. OI MARLY!
    INTERESSANTE ESTE POST, O QUE PERCEBO, É QUE OS MAIS JOVENS TEM MENOS TABUS COM RELAÇÃO A ESTAS NECESSIDADES QUE SÃO BÁSICAS PARA OS SERES HUMANOS.
    PENA TERES PERDIDO TEU BLOG, NÃO SEI O QUE FARIA SE FOSSE COMIGO, BOM TERES TIDO PACIÊNCIA DE CRIAR OUTRO.
    ABRÇS
    http://apenaspalavresias.blogspot.com.br/,

    ResponderExcluir

Se leu-me até aqui, deixe uma palavreseadinha aqui [blogueiros adoram comentários rsrs]