Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de junho de 2015

VENDO UM CORAÇÃO





Foto extraída da internet


 Fiz-me palavras,

Assim poderias me ouvir

Fiz-me poesia,

Para alcançar a tua alma.

Fiz-me rodopio no ar,

Para que pudesse me arrebatar.

Fiz-me passos lentos,

Para que pudesse me alcançar.

Fiz-me toda carência,

Para que teu corpo a suprisse.

Fiz-me dengo intenso,

Para aninhar-me em teus abraços.

Fiz-me rosa no teu jardim,

Para colorir e perfumar seus dias.

Fiz-me orvalho, na tua escassez,

Apenas, porque é assim que se provê o amor...



Mas...

De tudo que me fiz, 
Você muito pouco quis.



Então,

Juntei tudo na mala do desprezo
 E arrastei caminho afora.


Quem poderá querer ainda,

Palavras que se tornaram ecos vazios?

Poesia sem sentido?

Rodopio a ermo?

Pés vacilantes e sem chão?

Passos lentos e atrasados?

Um dengo carente?

... Estou vendendo um coração

Com sonhos dilacerados

Teria algum pretendente?
Foto extraída da internet


Marly Bastos







30 comentários:

  1. É tão ruim quando dá-se demais e recebe-se de menos, a vontade realmente é de sair pela estrada da vida vendendo o coração...
    Muito bonito, seu poema, diz tudo.

    http://senhoritamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Um coração assim revestido de poesia,
    certamente logo encontrara morada.

    (que Deus abençoe teu dia)


    beijo

    ResponderExcluir
  3. Esta confissão de tal modo poeticamente assumida só merece aplauso e um sorriso imenso!
    Que bonito... e que Poetisa linda que és...!
    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  4. Menina,com um dedinho você faz mais que muita gente que tecla com os dez...é guerreira mesmo esta moça!

    Olha,minha querida,teu poema me enterneceu por demais...não se despreza assim um coração tão terno,com tantas coisas boas e tanta sensibilidade...poesia,dança,rosa,dengo são afagos para ninguém,em sã consciência,desprezar...

    Este coração há de encontrar outro que o mereça...não o coloque à venda,please.

    Bjsssss e muito carinho.

    Leninha

    Obrigada pela visita,amiga.

    ResponderExcluir
  5. Quem poderá querer ainda tanta sensibilidade com intensidade? Bobos os que perderem!
    Lindo poema, colocação das palavras. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Dizem que tem sempre um calçado para um pé descalço...as coisas acontecem quando menos se espera. Pode não quererem comprar um coração assim, mas podem amar um coração assim e transformá-lo...eu creio....lindo poema amiga. Que estejas bem de saúde e se recuperando.

    ResponderExcluir
  7. Oi Marly,

    Boa noite! E o ombro? melhor? Os seus textos estão poéticos e gentis com o coração que no seu caso não precisa vender, pois a disputa seria grande.

    Beijos e bom final de semana!
    Lu

    ResponderExcluir
  8. Olá, Marly.
    Por mais que um coração esteja aos pedaços, o que sobrar dele sempre será suficiente para completar o que falta em outro coração.
    Abraço, Marly.

    ResponderExcluir
  9. Oi Marly,

    Ainda bem que voce identificou a foto como sendo da internet. Já estava com o aparelho na mão doidinho para ligar....2659 8..........rsrs

    bjo procê

    ResponderExcluir
  10. MINHA QUERIDA!Esta casou com o meu momento, e digo-te, felizes nós que somos assim, verdade... sentimento... intensidade... e é por além deles que saem poesias tão lindas! Continue buscando na escrita a calma, e com vc vou e vôooooooooooooooooooo. Bj Sdd

    ResponderExcluir
  11. Marly,
    menina! Nem sabia que você estava de volta! Somente vi que você vai participar da blogagem coletiva... nossa que coisa! Mas está tudo melhor agora, não? Assim espero.

    Lindo poema! Pois às vezes é melhor colocar toda bagagem de rancores e frustrações a viajar... e ficar com o pouco do coração para um novo caminho. O refazer-se também é reciclar, aproveitar o que sobrou de bom e juntar com a vida.

    Beijos e te cuida, tá bom?

    ResponderExcluir
  12. Marly,

    O lado bom dos corações a ermo é que nunca, nunca estão sozinhos... E o que hoje é uma "mala de desprezo" para alguém, amanhã pode tornar-se "baú de tesouro" para outro alguém que está a caça de jóias preciosas... Gr. Bj. minha linda!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, amiga. Primeiro: a sua poesia é estonteante, tem ritmo.
    Segundo: Sempre tem um outro coração disposto a receber tudo o que de bom temos para entregar, nosso amore carinho, doação e paixão.
    Às vezes os caminhos são assim, amamos quem não possuiu o mesmo sentimento por nós, então, não vale a pena continuar.
    Seguir um novo caminho é a melhor opção do que ficar sofrendo e perdendo tempo.
    Não precisava da sua delicadeza em se desculpar pela brevidade no comentário, eu sei que você não está ainda recuperada, e sei que quando bem, se entrega em linhas e linhas, mas mesmo em poucas, você deixou o seu recado, e isso é importante!
    Um beijo imenso na sua alma, amiga.
    Fique bem. Torço pela sua perfeita recuperação!

    ResponderExcluir
  14. Lindo do começo ao fim ,beijinhos e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde Marly querida


    Lindo poema...
    E você já está bem querida?
    Espero que esteja.

    Beijos e um lindo final de semana
    Ani

    ResponderExcluir
  16. Com sentimentos tão lindos para serem compartilhados, é óbvio que sempre haverão pretendentes. Tolo é quem fez pouco caso do que tinha a oferecer tão generosamente. Provavelmente coisas boas demais para ele, que não merecia. Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Nossa que bonito e triste o que tu escrevestes! Parabéns pelo sentimentalismo. Me identifiquei com algumas passagens. Gosto da intensidade com que escreveu.

    ResponderExcluir
  18. BELO ALVORECER MINHA BOCHECHINHA ROSADA!!!!!!!
    ESTAVA CHEIA DE SAUDADES E DESEJOS DE VIM AQUI.MAS FIQUEI POR AI DANÇANDO UM FORROZINHO E,ME ATRASEI NAS VISITAS,RSRSRSRS.VEJO QUE VC VOLTOU MAIS CHEIA DE GAZ E TOCANDO NA ALMA DE TODOS NÓS COM SEUS ESCRITOS.
    pOEMA LINDO,COM A ARTE DA MELANCOLIA QUE DEIXA-NOS A PENSAR E SENTIR QUE JÁ VIVEMOS OU TEMOS ALGUMAS PASSAGENS DENTRO DELE...
    BJS COM AMOR PELA VOLTA DESSA MENINA LINDA !!!!!

    ResponderExcluir
  19. Oi Marly,

    Totalmente recuperada? Graças a Deus.
    Já sei. Nem tem tempo pra responder ao meu comentário.
    Com um poema e anúncio desses, o que estava esperando.
    Façam fila e aguardem, silenciosamente, em fila de espera.
    A Professora Marly falará com todos vocês e dessa conversa sairá o escolhido, o eleito de seu coração.
    Quanta imaginação, "minina"!


    Bom Domingo.
    Voltei hoje a meu blog.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  20. Muito bom, Marly!
    Um desabafo poético nutrido de muita sensibilidade.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  21. Nunca subestimes
    o calor de um sorriso,
    o brilho de um olhar...
    porque quando menos se espera,
    tudo pode mudar!...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  22. o inicio me pareceu roamntico e terminou bem triste
    contraste não?

    poesia poesia....

    vortei

    ResponderExcluir
  23. Marly, primeiramente eu lhe dou os parabéns, não somente pelo poema (que como sempre, está entre os melhores da blogosfera), mas pela sua força de vontade em estar disposta a se doar aos parceiros virtuais mesmo em uma situação delicada como a que passou e está passando. Eu lhe desejo uma excelente recuperação, fiquei surpreso ao saber que participará da nossa Blogagem Coletiva, mas agora não me surpreendo mais, você é muito mais forte do que talvez possa imaginar.
    Sobre o foco do poema, eu creio que doar-se assim é sempre um risco muito grande, porém, para alguns, inevitável.
    Bom domingo minha poetisa e contista favorita.

    ResponderExcluir
  24. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    outro dia eu vi um texto assim:
    "Coração é assim:
    Só serve pra doer, se você não o tiver vai sofrer menos.
    É burro, só quer quem não deveria.
    É iludido, nunca pensa na realidade.
    É confuso, só bagunça a vida.
    É teimoso, sempre lembra do que deveria ficar esquecido.
    É lerdo, demora pra tirar alguém dele.
    É indeciso, sempre inventa de querer mais de um.
    É carrasco, adora fazer a gente sofrer.
    É metido, mete o bedelho onde não precisava.
    É inconveniente, nunca funciona como se gostaria."
    ... 10 razões pra se livrar.. Muito melhor não ter um.
    Tal qual, eu já botei o meu pra vender. E baratinho.
    Espero que você volte logo...
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Como cê escreve bem, como cê escreve gostoso...

    ResponderExcluir
  26. Que lindo, Marly!!! Não sou das que entende sobre poesia, mas a sua me toca bastante, fala de verdade e de emoção sincera. Às vezes pensamos que um coração que já foi tão defraudado pelas experiências passadas não vai servir pra mais ninguém, mas é bom pensar justamento o contrário, pois o coração que já se doou antes, aprendeu e amadureceu, se tornou ainda mais especial e com uma bagagem incrível.

    Bjus, querida. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  27. Oi Marly
    Vc voltou para ficar mesmo né?! E com a corda toda,kkkkkkkkk. Que lindo poema, tenho certeza que com seu carisma, com sua beleza interior e exterior, enfim seu jeito maravilhoso de ser, não faltam pretendentes para terem seu coração queridona!
    Bjão. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  28. Não percebi se tens os comentários moderados ou se o que fiz desapareceu à frente dos meus olhos...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  29. Muito boa tarde Marly..
    pois muito me sinto assim..
    teus versos já retrataram muitas poesias minhas e muitas que ainda farei..
    as vezes as coisas parecem não fazer sentido. nem nossos versos parecem querer voar..
    um beijo grande e até sempre querida

    ResponderExcluir

Se leu-me até aqui, deixe uma palavreseadinha aqui [blogueiros adoram comentários rsrs]